Como o planejamento previdenciário pode mudar sua aposentadoria junto ao INSS

planejamento previdenciário

Compartilhar

Índice

Nos anos recentes, a Previdência Social passou por várias transformações nas suas regras, sendo a mais recente em 2019 com a Reforma da Previdência da Emenda Constitucional 103. Essas constantes alterações tornam complexo o entendimento de algumas normas essenciais para a decisão de quando solicitar a aposentadoria, tendo em vista a singularidade de cálculo de cada tipo de aposentadoria e a dificuldade em identificar a mais proveitosa.

O INSS também apresenta muitos desafios, marcado por longas filas de segurados à espera de respostas sobre solicitações de benefícios, transformando o aguardado momento da aposentadoria em um episódio de decepção e estresse.

Contudo, para fugir dessa situação, há o planejamento previdenciário, que permite identificar o tempo e a modalidade adequados para a aposentadoria. A seguir, você descobrirá tudo o que precisa compreender sobre esse método.

O que é planejamento previdenciário e qual a sua relevância?

O planejamento previdenciário é um estudo técnico e aprofundado que analisa a vida contributiva do trabalhador sob a ótica das leis previdenciárias. O objetivo é traçar uma estratégia que permita ao trabalhador obter o melhor benefício possível, seja pela via do tempo de contribuição, da idade, da integralidade, da paridade ou de outras modalidades previstas em lei. Ele considera também fatores como expectativa de vida, necessidades financeiras e regras de transição.

A relevância do planejamento previdenciário está na possibilidade de proporcionar ao segurado maior segurança e previsibilidade sobre seu futuro, minimizando riscos e incertezas perante as constantes alterações das regras previdenciárias. Para isso, o planejamento previdenciário projeta diferentes cenários e identifica a modalidade de aposentadoria mais vantajosa para cada trabalhador, considerando suas particularidades e seus objetivos de vida.

Dessa forma, entender e dominar o tema é condição indispensável para o planejamento de uma aposentadoria tranquila e segura.

Como o INSS funciona e quais são os benefícios da aposentadoria?

O INSS, Instituto Nacional do Seguro Social, é o órgão responsável pela execução da política de previdência social no Brasil, garantindo direitos como aposentadoria, auxílio-doença, salário-maternidade, pensão por morte, entre outros, aos seus contribuintes. Funciona através das contribuições recolhidas mensalmente pelas empresas e pelos trabalhadores autônomos e presta serviços aos seus contribuintes durante o período em que estes estão em atividade e após sua aposentadoria.

Neste sentido, para garantir o melhor aproveitamento desses benefícios, o planejamento previdenciário se faz essencial.

Entre os benefícios da aposentadoria pelo INSS, destacam-se a garantia de uma renda na fase da vida em que o contribuinte não possui mais condições ou desejo de trabalhar, além disso, em caso de invalidez, o segurado pode usufruir do benefício antes da idade mínima de aposentadoria. Também é um direito do aposentado pelo INSS o recebimento do décimo terceiro salário.

O planejamento previdenciário é essencial para fazer a escolha correta do tipo de aposentadoria, seja por idade, tempo de contribuição, por invalidez ou especial, a partir de uma análise personalizada que considera toda a história e projeção contributiva do trabalhador, otimizando seu benefício de acordo com suas necessidades e expectativas futuras.

Passos para realizar um bom planejamento previdenciário

O planejamento previdenciário entra como uma fundamental etapa para potencializar os benefícios do INSS, minimizando as falhas e otimizando os recursos. O primeiro passo é a obtenção do histórico de contribuições junto ao INSS, que fornece uma visão ampla das contribuições realizadas, ajudando a entender o tempo faltante para a aposentadoria e quanto será o valor do benefício.

A partir desses dados, é indispensável realizar um planejamento financeiro a longo prazo, levando em conta fatores como idade, expectativa de vida e recursos disponíveis.

Já no segundo passo, deve-se analisar as regras de transição, que se modificam de acordo com as reformas previdenciárias, para identificar em qual delas o segurado se encaixa. Nesse ponto, a assessoria de um especialista em planejamento previdenciário é extremamente útil, pois ele irá auxiliar na compreensão de todos os elementos envolvidos no cálculo dos benefícios do INSS.

Ainda, um profissional poderá orientar sobre a possibilidade de aproveitar os períodos de contribuição no exterior ou em regimes próprios de previdência. Portanto, um bom planejamento previdenciário é uma ferramenta essencial para aqueles que visam uma aposentadoria segura e tranquila.

Os erros mais comuns no planejamento e como evitá-los

Um dos erros mais comuns no planejamento previdenciário é o desconhecimento sobre os trâmites legais e o tempo necessário para contribuição. Esta falta de informação pode levar a erros no cálculo da contribuição e, consequentemente, no valor do benefício a receber. Muitos contribuintes também ignoram o fator previdenciário, uma fórmula aplicada pelo INSS para calcular o valor do benefício de quem se aposenta antes da idade mínima, o que pode resultar em uma aposentadoria com valor abaixo do esperado.

Para evitar esses equívocos, é essencial investir em educação financeira e buscar o auxílio de um profissional especializado em previdência. Outro erro frequente no planejamento previdenciário é a não revisão periódica das contribuições e do plano de aposentadoria. As regras da previdência podem mudar, assim como a situação financeira do contribuinte. Ignorar essas mudanças pode resultar em perda de direitos ou em um planejamento desatualizado e ineficaz.

Assim, é essencial acompanhar as alterações nas leis previdenciárias e fazer uma revisão periódica do plano de aposentadoria, adaptando-o às novas circunstâncias e garantindo a máxima rentabilidade e segurança para o futuro.

Comece o seu planejamento previdenciário agora mesmo!

Um planejamento previdenciário cuidadoso é extremamente essencial para assegurar uma aposentadoria sem maiores adversidades. Erros comuns, especialmente aqueles decorrentes de falta de conhecimento sobre os procedimentos legais e o tempo de contribuição, podem resultar em dificuldades futuras.

Por essas e outras, é importante que cada indivíduo se aproprie do planejamento da própria previdência, busque suporte profissional e inicie esse processo o mais cedo possível. Planejar adequadamente para a aposentadoria é garantir um futuro financeiramente estável, possibilitando uma experiência de aposentadoria muito mais pacífica e gratificante.

Que tal começar isso agora mesmo? Entre em contato com a gente e comece a planejar a sua aposentadoria sem perder mais tempo.

Fique por dentro dos seus Direitos de Cidadão

Cadastre seu e-mail

Leia também